quarta-feira, 1 de outubro de 2014




Arrecadação dos municípios. Barrocas arrecadou R$ 2,300,150,05



Barrocas 2,300,150,05
Serrinha 6.722.194,79 
Biritinga 1,935,868,60
Água fria 1,980,419,32
Lamarão 1,064,271,41
Santa Barbara 2,024,490,79
Tanquinho 871,741,86
Riachão do Jacuipe 2,847,583,25
Conceição do Coite 4,802,950,80
Ichu 931,545,77
Candeal 1,022,394,43
Retirolândia 1,304,340,65
Valente 2,358,636,34
Santaluz 3,614,858,06
Araci 5,497,437,43
Teofilândia 2,667,302,,01


Documentos revelados por Dalva mostram repasse de dinheiro a relacionados de petistas

Entre os documentos enviados pela presidente do Instituto Brasil, Dalva Sele Pereira, ao Ministério Público (MP-BA), alguns divulgados pelo jornal Correio nesta quarta-feira (1º) revelam recibos e transferências de grande montante a assessores e parentes de políticos petistas. Um dos comprovantes seria a cópia de um recibo de 2008 assinado por um dos secretários de campanha para prefeito de Walter Pinheiro (PT), segundo Dalva. A reprodução mostra uma rubrica de Alisson Santos de Souza, o suposto assessor do senador petista, confirmando o recebimento de R$ 60 mil relacionado a “serviços prestados”.

Fotos: Reprodução/Correio
No lote dos documentos, também há cópia de comprovante de transferência eletrônica feita por meio de uma conta do instituto no Bradesco no valor de R$ 35 mil, em 2006, em que o favorecido seria o irmão da deputada estadual Maria Del Carmen (PT), Francisco Fidalgo. Segundo Dalva, o dinheiro seria para a campanha de Del Carmen para vereadora de Salvador, ano que ela não conseguiu se eleger.
Outro comprovante do mesmo tipo teria sido para o presidente da Embratur e ligado ao PCdoB Vicente Neto. Em resposta ao jornal, Neto afirmou nunca ter recebido qualquer pagamento da referida instituição e a “calúnia” seria respondida judicialmente. Ainda segundo o também ex-dirigente da CUT, trataria de um depósito feito por ele mesmo na sua conta pessoal.
No agrupamento de cópias relacionadas à folha de pagamento da ONG, foram enviados seis cópias de contracheques em que são atribuídos a parentes de políticos do PT e da base aliada. Uma traz cópias do nome de Sandra Helena Pelegrino Marques, que seria a irmã do deputado federal Nelson Pelegrino (PT) e ex-administradora da ONG entre julho e outubro de 2006. Outro familiar seria o primo de Pelegrino, Gabriel Portela, que aparece como coordenador de projetos da ONG. Já André Fidalgo, o filho de Maria Del Carmen, teria exercido o cargo de coordenador entre setembro de 2005 e junho de 2006. As acusações são todas baseadas nos depoimentos de Dalva ao Correio, para provar de que ela era conhecida entre os petistas, ao contrário das declarações de alguns políticos.

Barrocas. Pedestres que usa o calçadão da BA 411 reclama dos locai que colocaram as placas de campanha política



Várias pessoas que faz caminhada na BA 411 estão reclamando dos locais que os responsáveis do grupo da situação colocaram as placas.  Placas: podem ter até quatro metros quadrados. Nos bens e prédios públicos é terminantemente proibido colocar placas. Entre eles estão postes de iluminação e placas de sinalização de tráfego, viadutos, passarelas, pontes, paradas de ônibus e outros equipamentos urbanos do gênero. Outdoors não são permitidos. Outros problemas esta no jardim da praça principal colocaram as placas e não recolhe no horário permitido por lei, mais como todos sabem que essa gestão  da situação não tem coerência.  



Imprensa nacional dá vitória de Paulo Souto no primeiro turno


15388463321_60739eaecf_z
Foto: Valter Pontes

Paulo Souto é considerado um dos candidatos a governador que vencerá as eleições no primeiro turno pela imprensa nacional. Em matéria desta terça-feira (30), o jornal O Globo coloca a Bahia entre os 14 estados brasileiros, onde a disputa eleitoral se encerra no próximo domingo, dia cinco de outubro, com a vitória de Souto. O diário do Rio de Janeiro se baseia nas pesquisas realizadas por institutos tradicionais, sérios e de respeitabilidade, como o Ibope e o Datafolha. Em O Globo, Paulo Souto é apontado como um dos candidatos da oposição a governador que vai derrotar o PT nos principais colégios eleitorais do País. Com mais de 10 milhões de eleitores, a Bahia é o quarto estado brasileiro em número de votos. Pelo Ibope, Souto tem 43% das intenções de voto, o que corresponde a 54,4% dos votos válidos contra 45,6% do somatório de todos adversários. A larga vantagem garante ao candidato da coligação “Unidos pela Bahia” a eleição no primeiro turno.

Último debate é fraco e sem confrontos entre os principais candidatos

Último debate é fraco e sem confrontos entre os principais candidatos
Foto: Betto Jr. / Ag. Haack / Bahia Notícias
O debate da Rede Bahia desta terça-feira (30) não trouxe grandes novidades para o último embate entre os candidatos ao governo do Estado. Os cinco presentes evitaram voltar suas perguntas apenas para os principais candidatos e tentaram manter um equilíbrio entre os direcionamentos escolhidos. O único direito de resposta foi dado por William Waack a Paulo Souto (DEM), chamado de “testa de ferro” de ACM Neto por Marcos Mendes (PSOL). O democrata reclamou pela insistência dos concorrentes em citar seu nome. "Como dizem os jovens, estão querendo me bater de galera", comparou. Rui Costa (PT) aproveitou para alfinetar Lídice da Mata (PSB) ao pedir que ela não esquecesse que também fez parte do governo de Jaques Wagner (PT), e Rogério Tadeu da Luz (PRTB) utilizou suas considerações finais para criticar o Kit Gay, que serviria para que as crianças aprendessem sobre “sexo e outras atrocidades”. Durante as participações, as presidenciáveis Marina Silva (PSB) e Dilma Rousseff (PT), foram as mais citadas por seus apoiadores estaduais, apesar de Luciana Genro também ter sido citada. Aécio Neves (PSDB) e Levy Fidélix (PRTB) não foram mencionados. Foram abordados temas gerais, como segurança pública, saúde, educação e transporte, além de outros mais específicos como turismo e tratamento para pessoas contaminadas por metais pesados.

Após ter atividades paralisadas, Terminal de Plataforma é reinaugurado

Após ter atividades paralisadas, Terminal de Plataforma é reinaugurado
Fotos: Max Haack/ Agecom Salvador
O Terminal Marítimo de Plataforma, reformado após ter as atividades paralisadas por conta de danos causados por vandalismo e problemas de segurança, foi entregue na tarde desta terça-feira (30) pela prefeitura de Salvador. As intervenções tiveram investimentos da ordem de R$ 80 mil, apenas com recursos do Município e duraram dois meses. Entre as melhorias, estão pintura, reposição de louças sanitárias, instalação de novos bancos, portas, construção de muro de proteção, renovação da hidráulica e elétrica, recomposição do piso e limpeza geral. A tarifa para fazer travessia entre Plataforma e Ribeira se manteve no valor de R$ 1 (inteira). A viagem dura cerca de 8 minutos.
“Antes da paralisação das atividades, o terminal recebia apenas 200 passageiros por dia e apenas um barco fazia a travessia. Agora, já são três barcos e cerca de 1 mil pessoas devem passar pelo local nos dias úteis. No fim de semana, estimamos que esse número chegue a dois mil passageiros”,  disse o secretário municipal de Urbanismo e Transportes, Fábio Mota. Durante a reinauguração do novo terminal, o prefeito ACM Neto fez um apelo para que a população auxilie na conservação do equipamento. “Não adianta a gente fazer nova praça, um terminal como esse ou construir um posto de saúde se logo depois ele vai ser degradado, pichado ou roubado. Esse é um dinheiro público, é o dinheiro de cada cidadão e é um patrimônio de todos nós. É fundamental que haja esse compromisso de ter cuidado com o que foi feito para que possa ser preservado e que tenha uma vida longa”, afirmou.

LGBT: Brasil teve 313 homicídios em 2013; neste ano, já ocorreram 218 assassinatos

LGBT: Brasil teve 313 homicídios em 2013; neste ano, já ocorreram 218 assassinatos
Foto: Reprodução
O Brasil, com mais de 200 milhões de habitantes, teve 313 homicídios de transexuais, travestis, lésbicas, bissexuais ou gays (LGBT) no ano passado, segundo levantamento feito pelo Grupo Gay da Bahia (GGB). Em comparação, o Chile, com população de quase 18 milhões de pessoas, ocorreram 4 assassinatos relacionados à homofobia. “Comparei esses índices e vi que a chance de um LGBT ser assassinado aqui é 80 vezes maior”, explicou o antropólogo Luiz Mott, fundador da entidade e responsável pela pesquisa, realizada há mais de uma década. Ainda de acordo com Mott, 44% dos homicídios de LGBT no país acontecem no país. Neste ano, foram 218 mortes, sendo 16 somente neste mês. Dos casos registrados, em 71 foram mortos a tiros, 70 a facadas, 21 foram espancados, 20 por asfixia, 11 foram mortos com pauladas e seis, apedrejados. “Nunca se matou tantos gays e, sobretudo, lésbicas, que teve um número muito maior de assassinatos do que em anos anteriores”, lamentou Mott, que defende a criminalização da homofobia. Para o antropólogo, existe um Brasil “cor-de-rosa” das paradas gays e outro “vermelho”, vermelho “que pode ser representado pelos crimes e por amostras dadas por pessoas públicas como [o candidato à Presidência da República] Levy Fidelix (PRTB). Se ele tivesse falado metade do que disse sobre negros já estaria preso”, destacou.

Souto diz que não evitou falar de Instituto Brasil: ‘Esse assunto já está bastante conhecido’

Souto diz que não evitou falar de Instituto Brasil: ‘Esse assunto já está bastante conhecido’
Foto: Betto Jr. / Ag. Haack / Bahia Notícias
O candidato a governador Paulo Souto (DEM) negou que tenha evitado o caso do Instituto Brasil, já conhecido como “mensalinho baiano”, nos debates. “Esse assunto já está bastante conhecido. Todos os detalhes do que aconteceu já são conhecidos pelo tratamento que boa parte da imprensa deu”, afirmou, ao chegar à sede da Rede Bahia. A emissora transmite o último debate entre os postulantes ao governo, que Souto classificou como “último momento do confronto direto entre os candidatos”. Para ele, esse será o momento dos eleitores tirarem as últimas dúvidas sobre os programas e de se esclarecer as propostas para os indecisos. O prefeito ACM Neto (DEM) acompanhou, novamente, o colega do partido, e disse que Paulo Souto “tem que estar preparado para enfrentar os adversários de turma por estar liderando e com grandes chances de vencer no primeiro turno”. “Ele é o mais preparado e tem as melhores condições de governar a Bahia”, defendeu.

Baiana campeã mundial, Ana Marcela fala de preparação para Jogos Olímpicos no Rio

Baiana campeã mundial, Ana Marcela fala de preparação para Jogos Olímpicos no Rio
Foto: Divulgação
Tricampeã do Circuito Mundial, medalha de ouro no Mundial de Esportes Aquáticos de Barcelona e pentacampeã da Travessia Mar Grande-Salvador, a baiana Ana Marcela Cunha conversou com o Bahia Notícias sobre a sua atual temporada e os planos para o Mundial de 2015 e os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro em 2016. Além disso, também falou sobre o cenário nacional e estadual da modalidade, que cresce a cada ano e já produz novos talentos para a Maratona Aquática. Leia a entrevista completa na coluna Esportes.

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Eleições 2014: disputa pode acabar no 1º turno em até 14 estados

video

SÃO PAULO - Em até 14 dos 27 estados, a eleição para governador pode ser decidida no primeiro turno, segundo as últimas pesquisas Ibope e Datafolha. O PMDB lidera essa lista, com a possibilidade de eleger, ainda no primeiro turno, cinco governadores – em Alagoas, Amazonas, Espírito Santo, Sergipe e Tocantins. Em segundo lugar, vem o PSDB, que pode eleger três governadores no primeiro turno – Paraná, São Paulo e Paraíba. O PT vem em terceiro, com a perspectiva de eleger no primeiro turno os governadores de Minas Gerais e Piauí. Com um governador cada estão PSD (Santa Catarina), PDT (Mato Grosso), PCdoB (Maranhão) e DEM (Bahia). Paulo Souto 

Além dos cinco estados em que pode fazer o governador já no próximo domingo, o PMDB lidera ou pode disputar o segundo turno ainda em outros oito estados: Ceará, Goiás, Maranhão, Paraná, Pará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Rondônia. Tecnicamente, o partido disputa a eleição com chances em 13 estados. O PT vem em segundo lugar, com oito estados. Sem contar os candidatos em Minas e Piauí, o partido lidera ainda a disputa ou poderá estar no segundo turno no Acre, Bahia, Ceará, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Roraima. O PSDB, que já pode eleger três governadores no primeiro turno, lidera ou pode disputar o segundo turno ainda em Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará e Rondônia, num total de sete estados em disputa.
A maioria dos candidatos concorre à reeleição ou deseja retornar aos cargos que já ocuparam no passado.

— Apesar de o eleitor desejar mudanças e renovação na política, nos estados esse sentimento é difuso. Não há novidade entre os postulantes aos governos estaduais. Muito provavelmente por falta de candidatos que representem o novo. A maioria dos que disputam a eleição em condições de vencer já está na política há algum tempo — disse Márcia Cavalari, diretora-geral do Ibope.
No Sul, dois governadores podem ser reeleitos no primeiro turno: Raimundo Colombo (PSD), em Santa Catarina, e Beto Richa (PSDB), no Paraná. O tucano ainda pode ter que disputar o segundo turno contra o senador Roberto Requião (PMDB). No Rio Grande do Sul, haverá segundo turno entre a senadora Ana Amélia (PP) e o governador Tarso Genro (PT), candidato à reeleição. Os dois estão empatados, segundo a última pesquisa Datafolha.

No Sudeste, o governador Geraldo Alckmin (PSDB), de São Paulo, deve ser reeleito no primeiro turno. No Rio, o segundo turno deve ser entre o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) e o ex- governador Anthony Garotinho (PR).
— Em Minas Gerais, o ex-ministro Fernando Pimentel (PT) deve ser eleito no primeiro turno. No Espirito Santo, o ex-governador Paulo Hartung (PMDB) também pode ser eleito no primeiro turno. Se disputar o segundo turno, será contra o governador Renato Casagrande (PSB), candidato à reeleição — diz a diretora do Ibope.
No Nordeste, uma das disputas mais apertadas acontece em Pernambuco. Paulo Câmara (PSB), candidato da família de Eduardo Campos, disputa com Armando Monteiro (PTB). Na Bahia, o ex-governador Paulo Souto (DEM) deve ser eleito no primeiro turno, mas, se houver segundo turno, a disputa será contra Rui Costa (PT). Em Alagoas, deve ser eleito no primeiro turno o deputado Renan Filho (PMDB), filho do presidente do Senado. Em Sergipe, pode ser eleito no primeiro turno o governador Jackson Barreto (PMDB), candidato à reeleição. Se ele não se reeleger no primeiro turno, pode ter que disputar o segundo turno contra Eduardo Amorim (PSC).

DERROTA PETISTA NOS MAIORES COLÉGIOS
O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB), deve disputar o segundo turno no Rio Grande do Norte contra Robinson Faria (PSD), apoiado pelo PT de Dilma. No Ceará, o deputado Eunício Oliveira (PMDB) pode ser eleito no primeiro turno ou disputar o segundo contra Camilo Santana (PT), que vem crescendo muito nos últimos dias. No Maranhão, o mais cotado é Flávio Dino (PCdoB), que pode ser eleito no primeiro turno. Se disputar o segundo turno, será contra Lobão Filho (PMDB), filho do ministro das Minas e Energia.
No Norte, o ex-governador Eduardo Braga (PMDB) deve ser eleito no primeiro turno. No Pará, o governador Simão Jatene (PSDB), candidato à reeleição, lidera a disputa contra Hélder Barbalho (PMDB), filho do ex-governador Jáder Barbalho. Pode dar Jatene no primeiro ou um segundo turno entre os dois. No Amapá, deve haver segundo turno entre o ex-governador Waldez Goes (PDT) e Lucas Barreto (PSD) ou o governador Camilo Capiberibe (PSB), candidato à reeleição.


Em Goiás, apesar da vantagem do governador Marconi Perillo (PSDB), candidato à reeleição, ele pode ter que disputar o segundo turno contra o ex-governador Iris Rezende (PMDB). No Distrito Federal, o senador Rodrigo Rollemberg (PSB) deverá disputar o segundo turno contra Jofran Frejat (PR), deixando para trás o governador Agnello Queiroz (PT), candidato à reeleição, que está em terceiro.
— O PMDB deve ser o grande vitorioso desta eleição, fazendo um grande número de governadores, porque é o partido que está organizado em todos os 5.750 municípios, enraizado na política nacional. Com isso, ele gera recursos para investir nas eleições estaduais — comentou o cientista político Rubens Figueiredo, da USP.
Apesar de as pesquisas indicarem que Dilma Rousseff vai para o segundo turno, o Ibope aponta dificuldades do PT nos maiores colégios eleitorais, onde o eleitor é mais escolarizado e de maior renda, sobretudo no Sul e no Sudeste. A sigla deve eleger governador no primeiro turno apenas em Minas Gerais. Em São Paulo, Rio e Paraná, os candidatos do PT estão mal. Em São Paulo, Alexandre Padilha não está passando de 10%. No Paraná, a ex-ministra Gleisi Hoffmann está em terceiro e, no Rio, o candidato do PT, Lindbergh Farias, está em quarto.
                                                                                    Por Jornal o Globo 

Barrocas. Casa de Farinha no povoado do Ouricuri encontra se abandonada


A Casa de farinha comunitária da Associação do povoado de São Miguel do Ouricuri encontra se abandonada por falta de manutenção. Por diversas vezes postamos matéria com o mesmo tema a respeito desse ambiente construindo na Gestão do Grupo Barrocas Livre.

Enem: começam nesta terça (30) inscrições para pessoas privadas de liberdade


Enem: começam nesta terça (30) inscrições para pessoas privadas de liberdade

Agência Brasil - A partir desta terça (30) estarão abertas as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 das pessoas privadas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa. As inscrições poderão ser feitas exclusivamente pela internet a partir das 10h. O prazo final é 30 de outubro. As provas serão aplicadas nos dias 9 e 10 de dezembro nos estabelecimentos prisionais ou socioeducativos indicados.
O responsável pedagógico da instituição deve fazer a inscrição dos detentos, internos e acompanhar o processo até a divulgação do resultado do exame.
No primeiro dia de prova, os participantes terão quatro horas e meia para responder às questões de ciências humanas e suas tecnologias (história, geografia, filosofia e sociologia) e de ciências da natureza e suas tecnologias (química, física e biologia). No segundo dia, eles terão uma hora a mais de exame, que abordará linguagens, códigos e suas tecnologias (língua portuguesa, literatura, língua estrangeira, artes, educação física e tecnologias da informação e comunicação), redação e matemática. A aplicação das provas começa às 13h.
No ano passado, o Enem teve 30 mil inscritos, 28% superior ao registrado em 2012. A nota do exame pode ser usada para o acesso aos cursos de educação superior e obter a certificação do ensino médio.
Os órgãos da administração prisional e socioeducativa dos estados e do Distrito Federal que desejarem indicar unidades para aplicação do exame deverão firmar termo de adesão junto ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, pela internet, até o dia 20 de outubro. As unidades indicadas precisam firmar um termo de responsabilidade.
edital com informações sobre o Enem para pessoas privadas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa foi publicado na edição do Diário Oficial da União de quinta-feira (25).

Dilma tem 40%, Marina 24% e Aécio 18%, indica Vox Populi

Dilma tem 40%, Marina 24% e Aécio 18%, indica Vox Populi
Fotos: Agência Haack/ Bahia Notícias
Pesquisa Vox Populi divulgada na noite desta segunda-feira (29) pela Rede Record, mostra vantagem de 16 pontos da presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, sobre Marina Silva (PSB) no primeiro turno e de 7 pontos no segundo. No primeiro turno, o levantamento aponta Dilma com 40% das intenções de voto contra 24% de Marina e 18% do candidato Aécio Neves (PSDB). Votos em branco e nulos são 6% e indecisos, 11%. Na pesquisa anterior, divulgada na quinta-feira, 25, pela revista CartaCapital, Dilma aparecia com 38%, Marina, com 25%, e Aécio, com 17%. Na simulação de segundo turno, Dilma aparece com 46% contra 39% de Marina. Na mostra anterior, a petista somava 42% contra 41% da pessebista. Os votos em branco e nulos somam 9%, e os indecisos, 6%. Num cenário que considera Aécio o adversário de Dilma, a petista tem 48% contra 38% do tucano. Na mostra anterior, a presidente tinha 45% contra 37% do senador. Os votos em branco e nulo somam 9%, e os que não sabem ou não responderam, 5% Os candidatos Pastor Everaldo (PSC) e Luciana Genro (PSOL) têm 1% nas intenções de voto cada. Eduardo Jorge (PV), Levy Fidelix (PRTB), Eymael (PSDC), Rui Costa Pimenta (PCO), Mauro Iasi (PCB), José Maria de Almeida (PSTU) não pontuaram. Em termos numéricos, Dilma possui a maior parte da preferência em todas as regiões do País, de acordo com a pesquisa. No Sudeste, maior colégio eleitoral, ela alcançou 29%, contra 26% de Marina e 21% de Aécio. Os adversários têm 2% juntos, votos em brancos e nulos totalizam 9% e indecisos são 14%. No Nordeste, a presidente obteve 60% das intenções, contra 20% de Marina e 8% de Aécio. Os demais concorrentes somaram 1%, enquanto em branco e nulos são 4% e indecisos, 6%. No Sul, Dilma atingiu 35%, contra 29% de Aécio e 17% da ex-senadora. Os demais somam 3%, em branco e nulos são 4% e os indecisos, 12%. No Centro-Oeste e Norte, a petista tem 40%, Marina, 28%, e Aécio, 19%. Outros candidatos totalizam 1%, em branco e nulos são 2% e os eleitores que não sabem ou não responderam atingiram 10%. O Vox Populi, contratado pela Rede Record, entrevistou 2 mil eleitores em 147 cidades do País entre 27 e 28 de setembro. A margem de erro é de 2,2 pontos porcentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00888/2014.

Em assembleia, bancários confirmam greve a partir desta terça



Os bancários confirmaram em assembleia na noite desta segunda-feira (29) greve por tempo indeterminado a partir da 0h desta terça-feira (30). Além da Bahia, outros 20 estados também resolveram paralisar as atividades. Nesta segunda, a assembleia que ratificou a decisão aconteceu no Ginásio de Esportes, na ladeira dos Aflitos. Uma nova assembleia já está marcada para as 18h30 da quarta (01), para avaliar o andamento da paralisação. “Temos de nos preparar para uma greve longa. Para isso, é fundamental a participação da categoria para o sucesso do movimento”, diz em nota o presidente da Federação da Bahia e Sergipe, Emanoel Souza. Foram sete rodadas de negociação com a Fenaban sem avanços considerados significativos pela categoria. Os bancos oferecem reajuste de 7%, mas os trabalhadores querem 12,5%, que segundo eles representa 5,4% de aumento real do salário. O Comando Nacional dos Bancários já havia se posicionado contra a proposta de reajuste salarial na sexta-feira, mas incentivou os 134 sindicatos que representa no País a convocarem assembleias e votarem sobre o assunto. Com o slogan “Queremos Mais”, orientou os associados a rejeitarem a proposta.